Buscar
  • Cássio C. Nogueira

O poder dos rituais...



Imagine que eu fui ao supermercado, comprei o café mais barato que encontrei, cheguei em casa, enchi uma leiteira de água da torneira e coloquei para ferver. Fui até o armário e peguei um coador de pano todo manchado, coloquei algumas colheres do café lá dentro, peguei a água fervendo e enchi o coador até quase transbordar e fui colocando mais e mais água até o bule de café encher. Então, peguei o primeiro copo que me apareceu na frente e enchi com esse café e ofereci a você.


O que você acha desse café? Você acha que ficou gostoso? Ficou com vontade?


Ao longo do dia e de nossas vidas, fazemos muitas coisas “no automático”. De certa forma, essa capacidade é um recurso útil. Afinal, são inúmeras as tarefas que, se tivéssemos que pensar em cada passo, não seríamos capazes de realizá-las ou elas tomariam tempo demais de nossas vidas. Pense em como seria se você tivesse que pensar em cada tecla que você aperta e cada movimento que você faz com o mouse no computador ou cada ponto da tela do telefone você precisa tocar para navegar pelos aplicativos. Talvez você desistisse do que fosse fazer antes mesmo do primeiro movimento, não é?


Por outro lado, é exatamente por intermédio desse recurso que acabamos por não nos darmos conta de coisas importantes, detalhes de extrema relevância para uma experiência que estamos vivendo, para uma tarefa que estamos realizando ou para obtermos algo que desejamos. Esse automatismo, aplicado a certas situações peculiares da nossa vida ⸻principalmente quando envolve uma relação com outras pessoas⸻, podem trazer sérios danos à nossa qualidade de vida e até para conquistarmos aquilo que desejamos.


No último texto publicado neste blog, falamos sobre a importância de um propósito para a nossa satisfação com a vida e mencionamos a relevância de hábitos e rituais. O papel dos rituais é trazer mais prazer para a vida a partir da consciência e da atenção aos detalhes de determinadas experiências. Isso pode funcionar tanto como um reforço da percepção do que é importante para você, a partir do prazer obtido como consequência de um esforço dedicado. Isso pode ser usado como uma forma de se premiar por coisas conquistadas ou simplesmente uma maneira de celebrar a sua existência ou de algo importante em sua vida.


Imagine, novamente, que eu o convidei para tomarmos um café em minha casa. Eu tive o cuidado de escolher um dos melhores grãos de café que conheço, pesei uma quantidade precisa desses grãos pensando no método de preparo que potencialmente extrai os melhores sabores desse café. Em seguida, pesei uma quantidade específica de água mineral que tive o cuidado de escolher a partir da composição química que mais favorece o preparo do café e coloquei para ferver em uma chaleira profissional. Enquanto isso, moí manualmente os grãos pesados e separei e preparei os utensílios utilizados no método de preparo escolhido. Assim que a água entrou em ebulição, despejei um pouco sobre o filtro de papel cru ⸻escolhido por não alterar o sabor original do café⸻ e que estava acondicionado em um suporte de cerâmica ⸻que ajuda a manter a temperatura da mistura estável⸻ de forma a umedecer e aquecer o sistema para receber o café. Retiro a chaleira do fogo e utilizo um termômetro culinário para esperar a água baixar até a temperatura ideal para preparar o café pelo método de filtragem que escolhi. Coloco o café moído no filtro cuidadosamente para que ele fique nivelado e despejo a água com movimentos precisos e cuidadosos para que o todo o café entre em contato uniforme com a água ⸻processo, esse, que controlo medindo o tempo e a quantidade de água depositado sobre o café moído, executando o processo em cima de uma balança de precisão com cronômetro. Com a quantidade exata de água despejada e o tempo limite da extração, desmonto o sistema que filtrou todo o café para uma cafeteira profissional que mantém a temperatura e a pureza do sabor e do aroma do café estabilizadas. Então, escolho o melhor conjunto de xícaras de cerâmica que tenho, monto a mesa com os aparatos e os acompanhamentos que podem realçar o sabor do café e sirvo o produto desse ritual elaborado.


E agora? O que você acha desse café? Você acha que ficou gostoso? Ficou com vontade?


Claro que eu estou considerando que você aprecia cafés e, se esse não for o caso, repense a mesma experiência com alguma bebida que você gosta muito.


O ritual traz uma consciência tamanha para cada detalhe do que se vive no momento que torna tudo mais intenso, produzindo uma sensação de relevância e de prazer que transcendem o simples ato de tomar um café qualquer. Você aproveita melhor a experiência, desenvolve habilidades interessantes, experimenta sensações e sentimentos muito agradáveis e ainda regula seu organismo quanto à produção de dopamina e serotonina, os quais, entre diversos outros hormônios e neurotransmissores, influenciam positivamente o seu estado emocional geral. Tudo isso ainda tem impacto positivo na maneira como você percebe o mundo e interpreta a sua realidade.


Experimente criar um ritual para você, a partir de algo que você gosta muito ⸻pode ser uma bebida, uma comida ou uma atividade que lhe é agradável e gratificante. Ao final do processo, perceba como você se sente e o que melhorou em relação a quando você fazia isso automaticamente.


Lembrando que tudo o que disse aqui é só um ponto de vista interessante e possível.

____________


#ritual #propósito #consciência #café #CaféEspecial #psicologia #psicanálise #pnl #hipnose


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo